Início Desenvolvimento Social Conselheiro Lafaiete sediou o Fórum Regional de Economia Solidária

Conselheiro Lafaiete sediou o Fórum Regional de Economia Solidária

380

O Fórum Regional de Economia Solidária do Campo das Vertentes.aconteceu no Solar do Barão do Suaçuí, momento em que o município de Conselheiro Lafaiete recebeu representantes de diferentes segmentos que compõem o Fórum Regional de Economia Solidária como artesãs, quitandeiros, agricultores familiares, servidores públicos do poder legislativo e executivo, professores da UFSJ e UEMG, movimento negro, entre outros.
Estes representantes fazem parte dos 03 segmentos (Empreendimentos de Economia Solidária, Entidades de Apoio, Assessoria e Fomento, e Gestão Pública) que compõem o Movimento de Economia Solidária no Brasil.
O Fórum Regional do Campo das Vertentes é um dos 14 Fóruns Regionais de Minas Gerais, que atualmente compõem o Fórum Mineiro de Economia Solidária que está inserido no Fórum Brasileiro de Economia Solidária.
Os Fóruns de Economia Solidária (seja municipal, microrregional, regional, estadual e nacional) “são um instrumento do movimento da Economia Solidária, um espaço de articulação e diálogo entre diversos atores e movimentos sociais pela construção da economia solidária como base fundamental de outro desenvolvimento socioeconômico para o Brasil”.
O Micro Fórum Regional de Economia Solidária de Conselheiro Lafaiete, foi instituído em 2016, após sediar a Feira Regional de Economia Solidária. Desde então, tem buscado mobilizar, agregar e fortalecer os participantes que produzem artesanato, quitandas, hortas, serviços, entre outros. Além disso, busca envolver outros participantes dos 17 municípios da microrregião: Caranaíba, Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Congonhas, Cristiano Otoni, Desterro de Entre Rios, Entre Rios de Minas, Itaverava, Jeceaba, Lamim, Ouro Branco, Piranga, Queluzito, Rio Espera, Santana dos Montes, São Brás do Suaçui e Senhora de Oliveira.
Há no município, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, um setor responsável pela realização de atividades que promovam o desenvolvimento da Economia Solidária, seguindo as diretrizes da Lei municipal nº 4770 de 18 de Novembro de 2005 que instituiu o Programa de Economia Solidária.
O setor tem identificado e cadastrado os artesãos, agricultores familiares, associações de catadores de material reciclável, povos tradicionais (quilombolas e ciganos) que residem na área urbana e rural; realizado parcerias que promovam cursos, participação em eventos, feiras e encontros dentro e fora do município; realizado ações integradas com as demais Secretarias Municipais para garantir o acesso a direitos fundamentais como saúde, educação, meio ambiente, trabalho (entre outras); realizado reuniões mensais com os participantes da Economia Solidária; e mantendo dois pontos fixos de comercialização de produtos da Economia Solidária, um na Praça da Rodoviária e outro no Mercado do Produtor. Desta forma, o setor tem buscado contribuir com o crescimento do movimento de economia solidária no município, que juntamente a outros municípios do Campo das Vertentes, compõe o Fórum Regional de Economia Solidária desta região.
É importante registrar que um dos desafios percebido pela equipe técnica do setor é consolidar a Economia Solidária como uma Política Pública, pois, como está previsto no 1º Plano Nacional de Economia Solidária (2015- 2019), a Economia Solidária “Trata-se de uma alternativa de geração de trabalho e renda pela via do trabalho que combina os princípios de autogestão, cooperação e solidariedade na realização de atividades de produção de bens e de serviços, distribuição, consumo e finanças. São milhares de iniciativas econômicas, rurais e urbanas, em que os trabalhadores estão organizados coletivamente: associações e grupos de produtores ou consumidores; cooperativas de agricultura familiar e assentamentos de reforma agrária; cooperativas de prestação de serviços; empresas recuperadas que foram assumidas por trabalhadores em sistemas de autogestão; redes de produção, comercialização e consumo; instituições de finanças solidárias (bancos comunitários, fundos rotativos solidários e cooperativas de crédito); clubes de trocas; entre outras”.
Ao sediar o Fórum Regional de Economia Solidária do Campo das Vertentes, Conselheiro Lafaiete recebeu representantes de outros municípios como Barbacena, Catas Altas, Congonhas e São João Del Rei, ocasião que possibilitou a troca de experiências, aprendizado e fortalecimento do movimento no próprio município e região.
Entre os encaminhamentos dados ao final da reunião, um deles foi que a próxima reunião do Fórum Regional será em junho/2019, em data e local a serem confirmados e acontecerá na cidade de Ouro Preto.