Desenvolvimento Econômico discute melhorias para o Mercado do Produtor

1300
0

Aconteceu no Mercado Municipal do Produtor “Professor José Augusto de Almeida”, no último sábado 06/02, uma visita do Secretário de Desenvolvimento Econômico Rafael Lana, acompanhado da vereadora Damires Rinarlly e os vereadores Pedro Américo e Fernando Bandeira. A visita foi programada para que os representantes do poder público municipal participassem de uma reunião entre os produtores que comercializam seus produtos no espaço, oportunidade em que foram discutidas ações necessárias para o melhor desenvolvimento das atividades da agricultura familiar no Mercado do Produtor. Participaram além dos representantes do poder público municipal o Responsável Técnico pelo local Ronan e a Consultora da AMALPA, Elaine Coelho.
O Secretário Rafael Lana destacou em sua fala a importância do associativismo citando os benefícios da venda garantida que ocorre pela obrigatoriedade da compra dos 30% da agricultura familiar e ressaltou o incentivo para a concretização da implantação de todas as medidas que promovam o desenvolvimento da agricultura familiar no Município. Os vereadores destacaram o apoio da Câmara Municipal para com as ações de desenvolvimento dos produtores colocando à disposição o jurídico para os auxiliar caso queiram com orientações no processo de construção de uma associação entre os feirantes, além de defenderem a importância da responsabilidade na criação de uma associação que deve seguir rigorosamente os princípios da democracia para a composição da diretoria. A reunião ocorreu de maneira proveitosa com a participação dos feirantes, que tiveram oportunidade de manifestar suas falas em defesa da decisão que simboliza a vontade de todos quanto a criação de uma associação, que certamente iria promover sua maior representatividade. Foi destacada a importância da parceria entre a Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Paraopeba (AMALPA) com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico para a realização da implantação das medidas de Biossegurança necessárias ao enfrentamento da Covid-19, bem como para o desenvolvimento das ações que foram realizadas como aquisição de jalecos, crachá de identificação, criação de mídia social (Instagram) para promover maior visibilidade ao local, o que consequentemente aumenta a valorização dos produtores da agricultura familiar.