Início Destaque Vamos aproveitar as férias para atualizar o Cartão de Vacinação de toda...

Vamos aproveitar as férias para atualizar o Cartão de Vacinação de toda família?

694

marcador_paginainicialNão somente os filhos precisam ter a vacinação em dia, mas os adultos também não podem se esquecer de tomar todas as vacinas indicadas. Afinal, os pais são os principais transmissores de doenças para as crianças. Um exemplo disso são os casos de coqueluche, enfermidade contagiosa e que gera uma bronquite intensa. Em praticamente 50% dos casos, é passada para os bebês pelas próprias mães.
A vacina serve para defender dos vírus e bactérias que provocam doenças. Hoje, o Brasil conta com técnicas modernas para produzi-las em sete laboratórios públicos, atendendo a todo o processo de qualidade de produção exigido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As vacinas podem ser produzidas a partir de organismos enfraquecidos, mortos ou alguns derivados, podendo ser aplicadas por meio de injeção ou por via oral.
Quando a pessoa é vacinada, seu corpo detecta a substância e produz uma defesa, os anticorpos, e são esses anticorpos que permanecem no organismo e evitam que a doença ocorra no futuro, chamamos de imunidade.
O Calendário Nacional de Vacinação beneficia a todos, ressalto a importância de procurar um posto de saúde. Os profissionais são capacitados para avaliar quais as vacinas que estão faltando para completar o esquema vacinal, ou dar inicio as vacinas e assim podermos garantir mais saúde para população, as pessoas também devem ficar atentas à mudança do calendário de vacinação para diminuir a circulação de doenças na população.
HEPATITE A – A vacina hepatite A passa a ser disponibilizada para crianças de 15 meses a menores de 5 anos de idade. Antes, a idade máxima era até 2 anos.

TETRA VIRAL (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) – Em 2017, para as crianças, há ampliação da oferta da vacina tetra viral, passando a ser administrada de 15 meses até quatro anos de idade. Antes era administrada na faixa etária de 15 meses a menor de dois anos de idade. O Programa Nacional de Imunizações (PNI) recomenda a vacinação das crianças com a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) aos 12 meses de idade (primeira dose) e aos 15 meses com a tetra viral (segunda dose com a varicela). Vale reforçar que em países que adotaram esquema de uma dose contra varicela (semelhante ao do Brasil) houve queda acentuada do número total de casos da doença, de hospitalizações e de óbitos a ela relacionados.
HPV – Também ofertada, a partir de 2017, a vacina HPV para meninos. Desde 2014, a vacina é oferecida para meninas de 9 a 13 anos. Agora, o público-alvo incluirá também meninas de 14 anos. Ainda para este ano, além dos meninos, a vacina também será oferecida para homens de 9 a 26 anos de idade vivendo com HIV e aids, e para imunodeprimidos, como transplantados e pacientes oncológicos. Desde 2015, as mulheres (9 a 26 anos) que vivem com HIV/Aids recebem a vacina.
MENINGOCÓCICA C – O Ministério da Saúde também passou a disponibilizar a vacina meningocócica C (conjugada) para adolescentes de 12 a 13 anos de idade. A faixa etária será ampliada, gradativamente, até 2020, quando serão incluídos crianças e adolescentes de 9 até 13 anos. A meta é vacinar 80% do público-alvo, formado por 7,2 milhões de adolescentes.
dTpa ADULTO – A vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular) tipo adulto passa a ser recomendada para as gestantes a partir da 20ª semana de gestação. As mulheres que perderam a oportunidade de serem vacinadas durante a gestação, devem receber uma dose de dTpa no puerpério, o mais precoce possível.
TRIPLICE VIRAL (sarampo, caxumba e rubéola) – Outra alteração se deu para a vacina tríplice viral, com a introdução da segunda dose para a população de 20 a 29 anos de idade. Anteriormente, a segunda dose era administrada até os 19 anos de idade.

As vacinas estão disponíveis nos postos de saúde, no horário de 08:00 as 11:00 e de 13:00 as 16:00 e Unidade de Vacinação ( Av. Dom Pedro II, s/nº, Bairro São Sebastião) de 07:00 as 17:00 não fechamos para almoço.
Informações pelo telefone: 3769-2624