Prefeitura participa de programa de preservação e educação ambiental

1245
0

A Prefeitura de Conselheiro Lafaiete é parceira da Copasa e do Colmeia (Coletivo Local de Meio Ambiente) no Programa Chuá Socioambiental, uma extensão do programa Chuá de Educação Sanitária e Ambiental, que promove atividades de sustentabilidade ambiental, ressaltando a importância da preservação e recuperação de mananciais para fins de abastecimento. As ações do programa visam à disseminação de informações que reforçam a necessidade de recuperação urgente dos mananciais de todo o Estado.
Em Lafaiete, neste mês de abril, mais uma etapa do programa foi iniciada na Escola Municipal Jair Noronha, no Bairro Moinhos. Até o momento foram realizados dois encontros com alunos do 6º ao 9º, que estão sendo capacitados para se tornarem multiplicadores das informações e agentes de transformação em seu ambiente.
No primeiro encontro, realizado dia 7/04, foi apresentado aos estudantes todo o processo de tratamento de água e esgoto, mostrando o caminho que a água percorre desde a captação até o retorno ao rio, após o tratamento dos efluentes. A apresentação foi feita pelo funcionário da Copasa Robson Ribeiro de Castro.
Em seguida o Assistente Socioambiental da Copasa Júlio César de Souza, promoveu um diálogo interativo sobre a “Campanha da Cadeira”, que visa a coleta dos lacres de alumínio que são transformados em cadeiras de rodas, doadas a instituições da cidade, ressaltando, desta forma, o trabalho social do programa.
No segundo encontro, que aconteceu dia 13/04, a Assessora de Comunicação da Prefeitura de Conselheiro Lafaiete, Kátia Matos, apresentou a oficina de comunicação, no Projeto “Eu repórter”, com orientações sobre produção de notícias, práticas jornalistas e princípios do jornalismo e os perigos das ‘fake news’. No próximo encontro, marcado para o dia 05/05, os alunos participarão de atividades práticas, momento em que terão a oportunidade de produzir as matérias sobre a situação ambiental em seu bairro, por meio da observação do ambiente em que vivem, do córrego que corta o bairro, das condições de limpeza e conservação dos espaços, entre outras avaliações relacionadas à preservação ambiental.
As atividades terão continuidade com a realização de mais cinco encontros que tratarão sobre temas relacionados à preservação desse bem tão precioso e essencial à vida, que é a água.