Início Desenvolvimento Social Conselheiro Lafaiete tem sua primeira comunidade que se autodefiniu como Remanescente de...

Conselheiro Lafaiete tem sua primeira comunidade que se autodefiniu como Remanescente de Quilombo.

De acordo com o artigo 3º do Decreto nº 6.040 de 07/02/2007, que institui a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais, Povos e Comunidades Tradicionais são “grupos culturalmente diferenciados e que se reconhecem como tais, que possuem formas próprias de organização social, que ocupam e usam territórios e recursos naturais como condição para sua reprodução cultural, social, religiosa, ancestral e econômica, utilizando conhecimentos, inovações e práticas gerados e transmitidos pela tradição”.

247

No dia 28/01/2019, a comunidade de Mato Dentro recebeu do senhor Vandeli Paulo dos Santos (ex – diretor de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrária – SEDA), o certificado da Fundação Cultural Palmares de autodefinição como Remanescente de Quilombo (conforme declaração de Autodefinição que instrui o processo administrativo 01420.102645/2018-35, publicado na portaria nº 283, de 31 de Outubro de 2018, pela Fundação Cultural Palmares).

Esta certificação foi possível porque representantes do COMPIR (Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial) – juntamente com servidores da Prefeitura Municipal de Conselheiro Lafaiete vem desde 2018 desenvolvendo algumas ações na comunidade de Mato Dentro.

Conforme registro do COMPIR em Março de 2018, o senhor Vandeli Paulo dos Santos (na época diretor Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário – SEDA) juntamente com representantes da sociedade civil e poder público, realizou uma primeira visita à comunidade. Na ocasião, pode conversar com moradores da comunidade, em especial com a líder comunitária Simone Filomena dos Santos e seu pai, Senhor Narciso Bernardo dos Santos ancião daquela comunidade (hoje in memória) que relatou a trajetória de sua família e a vida em Mato Dentro.
Ainda em Março de 2018, representantes do COMPIR (Márcia Aparecida Rocha, Nayara Mara, Daniel Marcelino e Robert Nascimento) retornaram à comunidade em uma segunda visita para colher o depoimento do Senhor Narciso e enviar à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, para que posteriormente fosse enviada toda documentação à Fundação Cultural Palmares, que em 31/10/2018 publicou a portaria nº 283, certificando que a Comunidade Mato Dentro se Autodefiniu como Remanescente de Quilombo, conforme declaração de Autodefinição que instrui o processo administrativo 01420.102645/2018-35.

O ano de 2018 foi um ano importante para a comunidade de Mato Dentro, porque através das ações integradas entre sociedade civil e poder público foi possível realizar algumas atividades como: oficinas de capoeira com o Mestre Nem Capoeira (servidor público, representante da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer), curso de pintura em tecido ofertado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, através da Economia Solidária e CRAS I Barreira, em parceria com o SENAR-MG, Obras de melhorias nas estradas vicinais de São Gonçalo, Caeté e Mato Dentro, entre outras.

Considerando a importância desta certificação e em conformidade com os objetivos da Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais, a Prefeitura Municipal de Conselheiro Lafaiete acredita que através de suas Secretarias Municipais em parcerias com outros parceiros, buscará realizar ações de forma intersetorial e integrada para que a população de Mato Dentro tenha seus direitos garantidos.
Com este objetivo, representantes do COMPIR (vinculado à Secretaria Municipal de Cultura), e as servidoras do Programa Bolsa Família e da Economia Solidária realizaram na manhã do dia 06/02, reunião com a Secretária de Desenvolvimento Social, Senhora Magna Cupertino. Nesta reunião, a Secretária Magna propôs que seja organizada inicialmente uma ação conjunta entre as Secretarias Municipais de Desenvolvimento Social Saúde e Educação, Esporte e Lazer para identificar as demandas para as respectivas políticas públicas. A partir disso, ampliar o leque de ações com as Secretarias de Cultura, Setor de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, entre outras.