Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite termina nesta sexta-feira, 30.

260
0

A Poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda por um vírus que vive no intestino chamado poliovirus. A contaminação se dá pelo contato direto com fezes ou secreções eliminadas pela das pessoas infectadas e pode causar ou não a paralisia. Nos casos graves, em que acontecem as paralisias musculares, os membros inferiores são os mais atingidos. Não existe tratamento específico, sendo os principais sintomas febre, mal-estar, dor de cabeça, dor de garganta e no corpo, vômitos, diarreia, constipação (prisão de ventre), espasmos musculares, rigidez na nuca e até mesmo a meningite.
A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores. ou pela via oral-oral, por meio de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar).
As sequelas da poliomielite estão relacionadas com a infecção da medula e do cérebro pelo poliovírus, normalmente são motoras e não tem cura. A vacinação é a única forma de prevenção da poliomielite.
Segundo Ana Paula de Castro Meireles Gonçalves, Referência Técnica em Imunização, todas as crianças de um ano a menores de cinco anos de idade devem ser vacinadas conforme esquema de vacinação de rotina e na campanha nacional anual. “Lembrando aos pais que a campanha nacional termina na próxima sexta-feira, dia 30 de setembro., portanto, quem ainda não levou seus filhos para vacinar ainda tem tempo, procure o posto de saúde de bairro o quanto antes”, ressaltou. Ana Paula explica que a cobertura ainda está abaixo da meta preconizada pelo Ministério da saúde que é de 95% de crianças vacinas, sendo que em Lafaiete esta cobertura está no percentual de 75%. Então a todos os pais e responsáveis que tem em casa um filho de um ano a menores de cinco anos deve levá-lo ao posto mais próximo de sua casa para que a criança possa receber a imunização. É rápido, são apenas duas gotinhas que irão proteger a criança contra a paralisia infantil.

Previous articleProcesso Seletivo IFMG Campus Conselheiro Lafaiete
Next articlePROJETO ELEITOR DO FUTURO: “A mudança no mundo, começa dentro da gente!”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here