O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS
Por se tratar de uma síndrome respiratória, os sinais e sintomas do coronavírus são, principalmente, nas vias aéreas, semelhantes a um resfriado. Também pode causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.
Os sintomas mais conhecidos até o momento são: febre, tosse e dificuldade para respirar. As redes de emergência, como hospitais e prontos-socorros, devem ser evitadas para dar espaço apenas para os casos mais graves de saúde ou para as pessoas pertencentes aos grupos de risco, como idosos, portadores de doenças crônicas e pacientes em tratamento de quimioterapia.

Dados Oficiais
Atualizado em 24/10/2021 – 16:30h

Telefones para orientações e informações sobre COVID:
3769-2547 – 07:00 às 19:00

Notificação: 41374
(Este número representa a soma dos casos suspeitos + casos em monitoramento encerrado +casos confirmados +casos descartados)
Casos Suspeitos em monitoramento: 246
→ Destes aguardam resultado (PCR FUNED): 31
Monitoramento encerrado: 21777
Casos Descartados: 3432


Casos Confirmados: 15919
Casos confirmados recuperados: 15601
Casos confirmados ainda em monitoramento:34
Óbito confirmado: 284
Óbito em investigação: 03
Pacientes internados no município: 3 (três)
Taxa de ocupação da micro Conselheiro Lafaiete SUS
UTI: 5%
Clínico: 5%
PACIENTES AGUARDANDO TRANSFERÊNCIA:
00 PARA UTI | 00 PARA CLÍNICOS
Obs.: A Secretaria de Estado da Saúde é responsável pela regulação do acesso aos leitos hospitalares por meio do Susfácil. O município não tem autonomia para internar pacientes seja em leito clínico ou de Uti Covid-19 sem a regulação do mesmo

O aumento no número de casos notificados é atribuído às novas definições de caso suspeito de doença pelo corinavírus 2019 (COVID-19) publicadas na ATUALIZAÇÃO TÉCNICA AO PROTOCOLO DE INFECÇÃO HUMANA PELO SARS-COV-2 N* 02/2020 – 23/03/2020 pela Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais.Nota técnica disponível em: saude.mg.gov.br/coronavirus

SE VOCÊ TEM:

Sintoma de Gripe ou resfriado com bom estado geral
Se possível, fique em casa por 14 dias para evitar a contaminação de outras pessoas.
Faça repouso e siga as medidas de higiene para reduzir o risco aos seus familiares. Não compartilhar objetos pessoais, como toalhas, talheres, canetas e celulares; evitar lugares com muita concentração de pessoas; não tocar o nariz, olhos e boca antes de lavar as mãos e não cumprimentar as pessoas com abraços, beijos e apertos de mão Caso necessite de atendimento de saúde, procure a Unidade Básica mais próxima de sua casa. Evite procurar a Policlínica Municipal ou Hospitais para evitar aglomerações.

Piora do estado geral, cansaço ou dificuldade para respirar, e, apresentar, sintomas como: febre e tosse. PROCURE A POLICLÍNICA MUNICIPAL
O médico avaliará se é necessário a internação e/ou exame complementares.

PREVENÇÃO
– Lave as mãos com frequência, com água e sabão e higienize com álcool em gel 70%.
– Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.
– Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas e fique em casa até melhorar os sintomas.
– Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. Ao tocar, lave sempre as mãos com água e sabão.
– Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.
– Evite aglomerações e mantenha os ambientes ventilados.
– Use sempre máscaras em locais públicos.

Noticias relacionadas

DECRETOS , RESOLUÇÕES E INFORMAÇÕES JURIDÍCAS